Neste dia especial
Meus versos sâo para ti
Aceita estas pobres letras
Que fazem parte de mim.

Letras que escrevo com gosto
Nâo foram escritas em vâo
Como tudo aquilo que faço
Saíram do coraçâo.

Coraçâo triste e cansado
Por aí nâo poder estar
Nâo há distância que impeça
A vontade de te amar.

Amor com Amor se paga
É o que diz o refrâo
Nestes ditados antigos
Há sempre alguma razâo.

Gostaria de ser pássaro
Ter asas poder voar
Nos momentos de saudade
Ao ninho poder voltar.

A esperança é nosso pâo
A ilusâo nossa vida
O Amor a nossa força
A distância minha sina.



Autor: Ribatejano
03/10/2001

Música na voz do: Ribatejano