Quando me esqueço, de te cantar
Uma nuvem lá no céu, vem-me lembrar,
que para amar, basta querer.

E nesse instante, penso no mar
Uma imensidâo, azul, que me conduze,
no labirinto do teu viver.

Na perdiçâo, onde me encontro,
sem um carinho que possa sentir

Peço em silêncio, o teu amor,
que só nâo dás, senâo nâo souberes
Que a minha vida depende de ti
Para te amar, com minha dôr, quero viver.

E nesse instante, penso no mar
Uma imensidâo, azul, que me conduze,
no labirinto do teu viver.

Na perdiçâo, onde me encontro,
sem um carinho que possa sentir
Peço em silêncio, o teu amor,
que só nâo dás, senâo nâo souberes

Que a minha vida depende de ti
Para te amar, com minha dôr, quero viver.


Autor: Ribatejano
Texto na Voz do: Ribatejano