Estado de Ânimo


Hoje sou diferente, vivo num mundo de ilusâo
um mundo feito de coisas fantásticas
e ao mesmo tempo tristes como eu.

Estou envolto de multidâo,
mas encontro-me sózinho canto e nâo me ouço,
olho e nâo veijo toco-me e nâo sinto nada...

Apenas solidâo.

Que estranha forma de sentir
como se fosse um mero espectador,
presenciando o desenrolar da minha vida, ficticia.

Por certo, sinto passar ao lado do que poderia ter sido
e nâo é do que poderia fazer e nâo faço,
do que penso, digo e sonho, mas sei que nâo é real,
porque a realidade é como uma prisâo
sem a liberdade necessária de escolher
um rumo intuitivo ou quem sabe acertado.

E assim passam os dias, sempre iguais,
com as mesmas incertezas do dia anterior,
a mesma angústia de nâo conhecer a minha identidade...
um espírito atormentado por um amanhâ incerto e sombrio,
por uma razâo que nâo tem razâo de ser,
e tudo por nâo saber quem sou !?

Quem serei?

Um ser que está separado do que mais gosta...
e nâo vê a saída no meio da escuridâo!!!


Autor: Ribatejano
Música na voz do: Ribatejano