Mais uma noite de sonhos
Desperto e tu não estás
Olhando para mim mesma...


Vejo-te!

Do alto duma montanha
Onde a vista pouco alcança
Com os olhos da esperança...

Vejo-te!

Louca e desatinada
Agarro-me ao travesseiro
Inerte, mas com calor
Tem o cheiro do nosso amor.

Vejo-te!

Meus olhos buscam os teus
Perdidos na imensidão
Sei que não vou te encontrar
E só me resta chorar
Mesmo assim...


Vejo-te!

Mesmo que cá não estejas
Em meus olhos tu estás
As lágrimas que em mim deságuam
São gotas do meu amor
Reflexo da minha dor.

Vejo-te!

No cantar de um passarinho
No calor forte do sol
Na branca espuma do mar
Nas cordas de uma guitarra...

Vejo-te!

Nas noites de lua cheia
No choro de uma criança
Em mim nasce à esperança.


Vejo-te!

Nas horas de tempestade
Olho em torno do meu quarto
Com desespero e assustada
Busco o abrigo em teus braços
Sei que cá não estás. Mas...


Vejo-te!

Na ânsia dos meus desejos
Sinto o sabor dos teus beijos
Misto de amor e pecado
Fruto do amor desejado...

Vejo-te!

Tuas mãos me acariciam
Percorrem em plena harmonia
Dois corpos quentes e excitados
Desejos do prazer saciado...

Vejo-te!

Trago-te dentro de mim...

Somos um só!



Autora: Pequenina

07/09/2002
Música na Voz do: Ribatejano