Mais um ano se inicia; as esperanças se renovam
teremos nós esperanças, ou apenas ilusões?
A chegada deste não foi das piores
espero que prossiga como chegou.

Apesar de algumas pequenas frustrações...
mas nada que eu não possa resolve-las...
a passagem do ano que se foi...
passei no mais belo lugar do universo...
O mar...

Foi uma experiência maravilhosa...
lá naquele mesmo lugar, onde eu passo...
todos os dias e imagino-te chegando...
surgindo daquelas águas límpidas...
como num conto de Fadas.

Ao voltar a casa, lá estavas a minha espera.
trazias no rosto, um ar de felicidade...
estavas descontraído, lindo...
nas mãos uma taça de Champagne...

Brincavas como uma criança, e cantavas ao microfone
senti-me atraída, por aquele momento de encantamento
e comecei a olhar-te, como se fosses uma miragem...

Tua boca era um convite ao pecado
teu peito desnudo, mostrando teus pêlos fartos, e macios...
tive desejos de atirar-me em teus braços
e sugar o calor do teu corpo...

Ah! Como gostaria de ser esta taça que toca...
os teus lábios, aquele microfone que recebe teu hálito...
a roupa que cobre tua pele, e ao mesmo tempo...
deixa transparecer certas "partes" do teu corpo...

Senti desejos de morder-te, beijar-te, levar-te a exaustão...
até saciar esta sede, esta fome de amor que me mata...
me enlouquece, deixando-me alucinada...

A todos aqueles que vivem e sonham como eu...
com um grande amor, que sejam felizes...
não só neste ano que se inicia...
mas em todos os outros que virão...
E para todo o Sempre!



Autora: Pequenina
01/01/2002
Música: "Champagne"
Na Voz de: Fred Sousa "Ribatejano"