É madrugada, mais uma noite se vai
Desperto, abro as janelas do quarto
Vejo o mar...
Ondas altas, pássaros que voam
O dia amanhece e a vida continua
Sem sentido, sem esperanças...
Só saudade, por estar longe de ti
Assim vou seguindo, tal como o rio
Que corre, para um oceano sem fim
E juntos se fundem, temperando as águas
Sigo meu destino, chorando as mágoas.
Vivendo o não viver, lutando com a vida
Em busca da sorte, levando comigo...
A lembrança de um sonho
Aquele sonho lindo que se foi...
Junto às águas do rio que segue seu rumo...
Rompendo barreiras, devastando matas
Em minha alma um vazio, sonhos e ilusões
Ah! Um dia terei coragem de mergulhar...
Nas ondas do mar, atravessar o oceano
Na corrente das águas, romper barreiras...
Seguir o meu rumo, encontrar o meu rio
E juntos formaremos o lago dos sonhos
Tudo renascerá em minha alma...
Que grita, explode...
Num silêncio sem fim...


Autora: Pequenina
Música na Voz do Ribatejano