Anjo de minha vida
Razão deste meu viver
Bendita seja esta data
Que um dia te viu nascer.

Agradeço aos teus bons pais
Por haverem dado-te a vida
Se assim me ponho a pensar
Sinto-me enternecida.

Meu Anjo, meu grande amor
Meu mundo, minha paixão
Sem ti, esta vida é vazia
Dói-me a alma e o coração.

Felizes estão, teus lindos campos
Tua terra lavrada com amor
Os pirilampos que em lua cheia
Cintilam em teu louvor.

Os passarinhos cantando
São cantos de amor e alegria
Homenageiam-te com ternura
Festejando este teu dia.

Meu Rei, meu tudo na vida
Sejas sempre como és
Valente, honesto, e trabalhador
Terás o mundo a teus pés.

A mim, terás para sempre...
Gostaria de contigo estar
Enroscar-me entre teus braços
Coladinhos a festejar.

Meu Anjo, meu grande amor
Meu peito quase arrebenta
A ti dedico estes versos
Com a ternura dos quarenta.



Autora: Pequenina

09/07/02
Música: Ternura dos 40
Na voz do: Ribatejano