Passamos, juntos o domingo

Felizes, como se nada mais houvesse na terra

Apenas nós dois, todo o universo parou

Foram horas de amor, trocamos palavras contidas...

Balbuciadas, sonoras, como uma linda canção

A tarde estava calma o sol brilhava no horizonte

As nuvens pararam no céu, os pássaros entoaram...

Um cântico, como se ensaiados...

Formando uma bela sinfonia

As flores exalavam um aroma suave

Suas cores refletiam um tom leve, e deslumbrante

Meus olhos brihavam diante de tanto fulgor

Fixava aquela imagem vista pela primeira vez em...

Toda a minha existência

Uma imagem rara, de beleza sem igual

E assim eu continuei a admirar, aquela linda escultura

As horas foram-se passando, a noite tranqüila e serena...

Vem tomando seu espaço, e com muita delicadeza...

Pede licença à tarde, pois não quer apagar seu brilho

E assim nos despedimos!

Senti-me calma e tranqüila, estava feliz!

Deitei-me, fechei os olhos, e adormeci em paz

Uma forte emoção, que jamais se apagará e...

Permanecerá em todo o meu ser...

Dentro de minha alma...

No fundo do meu coração...

Para sempre, até o Infinito...




Autora: Pequenina

Música na Voz do: Ribatejano

13/07/01