Meu mundo é triste e a vida é sombria
Meus dias são longos e as noites são frias
Minha cama é vazia, e os lençóis são úmidos
O meu quarto tem tudo, e nada tem.

A espera é uma constante agonia...

Mas sei que um dia, ou apenas por uma noite...
Estaremos juntos e eu terei o calor do teu corpo.
Neste dia, o sol voltará a brilhar
O céu será mais azul, e as estrelas terão mais fulgor.

E em teus braços terei um novo amanhecer.

Despida de corpo e alma, tu me encontrarás
Sedenta de amor e desejos, assim me terás
Não vejo o momento de estar em teus braços
Te tocar, te enlaçar, e te amar...

Viver o hoje, sem pensar no amanhã
Sem preconceitos, sem pudor, mas com amor
Este amor louco, deseperado e sonhado...
E tão desejado por nós...

Autora: Pequenina
Música na Voz do: Ribatejano