Vestidos de Mentiras

Verdade que, andamos todos vestidos de mentiras, e existem tantos que se habituaram a elas que não são capazes de despir esses trajes nojentos e cheirosos à pobreza, e hipocrisia.

Desde aquela celebre frase o (Make senso Revolução) lançado pelo governo que ainda se encontra no poder, usando esses trajes feitos de mentiras e procurando por todas as pedrinhas no poder, que a miséria não consegue despir.

Vestidos com essas mentiras, tanta gente desta Província e do País se tem visto em papos de aranha para conseguir sobreviver com essa camisa de mentiras no corpo

Tanto sofrimento, principiando por aquela pancadaria no Queens Parque, ou por aquela morte do Indiano na sua reserva.

Depois veio a caça aos aleijados do trabalho, às suas pensões; aos seus direitos de saúde; fechando hospitais, despedindo especialistas, Drs. E equipas de enfermagem; dando direito às clinicas privadas e pagas pelos mais ricos, e o mesmo Dr. pago pelo governo, mas em caso de doença da próstata, as analises pagas pelo doente.

O derivado dessa operação, que é natural, a falta de motivação sexual, que destroem tantas famílias, por falta de acompanhamento educativo e ajuda ao doente para obter a pujança sexual, que é sem duvida o elo da mente e do amor, da união entre marido e esposa. Deixando o doente abandonado a sua sorte, como um ser sem utilidade à vida da sociedade.

Seguidamente veio o corte às escolas, retirando aos alunos e professores motivação, retiram-lhe os recreios de praticas ao ar livre para os crivar com anexos portáveis para classes, dando às escolas privadas força para criar escolas em outras línguas, vendendo mesmo as escolas retiradas ao ensino de Inglês entregues a grupos Árabes, onde quem sabe, será ensinada a doutrina que..

Depois vestiram-nos a mentira de que os laboratórios de análises de água geridos pelo governo, não serviam adequadamente os interesses da Província e sua gente, e vai de os privatizar, dando-os de bandeja às companhias privadas, lavando as mãos de todas as responsabilidades, que deveriam sempre pertencer aos governos, para que houvesse proteção às águas e para com a humanidade.

O resultado foi o que se viu; mais de meia dúzia de mortes, e milhares de doentes, privação de água por diversos meses nessa localidade, uma inquiria com mais de cem recomendações, o que poucos sabem se vem sendo ou não implementadas.

As águas dos rios e ribeiros continuam sem proteção do governo, pois os rios e ribeiros não têm um mínimo de margem, pertencente ao governo e ao público, a um para fiscalização, ao outro para recreação.

Depois vem a maior mentira, bem protegida pela media nacional, ao nível de televisão, rádio e dos maiores jornais; tudo porque esta é bem paga pelos interesses capitalistas.

Esta foi à venda da Hydro, seguida pela peça de teatro do volta a traz, e $75 dólares de refundo; mas garanto-vos que continuemos a pagar o dobro, e ainda com erros ou propósitos de (extorquir); somas de já pagas. (Falo por mim.)

O Gás. e direta energia, foi outro assalto á dignidade e inteligência dos consumidores, outra vez a grande mentira de exploração, orquestrada pela (Make senso Revolução) do governo Conservador sabeis de quem.

Não vou falar dos serviços, e sua deterioração, com os despedimentos em massa pelo mesmo governo, já não falando nas greves escolares, e nos cortes de relações com os trustes Escolares, deixando os meios de ensino cada vês mais deteriorados. Mas sempre com a mentira de que fazem isto para favorecer os pagadores de taxes.

Eu creio que todos os trabalhadores sabem que nos cobrem com mentiras, e quem sabe onde esses bilhões de dólares vão parar.

No que respeita ao governo da Cidade encontramos os mesmo problemas, de má administração, aí não precisamos ir mais longe, basta ler o escândalo dos computadores, e as respostas dadas na inquiria feita para apurar como aconteceu.

Neste caso o mais alto responsável pelo caso dizia que nem percebia nada de computadores. Ora vejam!.

Creio que ainda não vos esqueceu da greve dos operários de limpeza, e das condições de como se encontravam parte das ruas da Cidade e as viagens que muitos particulares faziam e horas de espera para depor das (orduras).

Desta feita, só para castigar os membros da união, retirando-lhes o direito de garantia de trabalho, antes dos dez anos de trabalho, assim como direito a aumentos que equivalesse ao custo de vida.

Não encontraram lugar para depor o (garbecho) , fazendo desta maneira rolar milhões e milhões dos nossos dólares , entrando pela ponte ou túnel no Indeçor nos cofres dos nossos vizinhos Americanos.

Falar-vos dos escândalos dos federais, dos dois milhões ir a caminho dos dois beliches para registro de armas, já nem vale a pena, mas quero vos lembrar que estamos no ano das eleições, não deixais que vos vistam mais mentiras, sabendo que elas pesarão durante quatro anos, fazendo enlouquecer muitos dos nossos semelhantes, mas o sofrimento será para todo o trabalhador ou reformado.

Ao mesmo tempo lembrai-vos que sem uniões para defender o trabalhador, e fazer de pêndulo, o nosso nível de vida desceria ao mesmo escalão dum País do terceiro mundo.

Voltando ao tempo do chapéu na mão e joelho por terra.

Por: Armando C. Sousa

Enviar a um amigo
clique ao lado!!!

Voltar