Estive a limpar o teu rouge
Beijo que me foi enviado
Tinta do pensamento
Do beijo que não foi dado.

Fiquei de cara corada
De tanto ter de esfregar
A tinta do pensamento
De quem o beijo quis dar.

Porque é que limpo o beijo
Dum beijo que não foi dado
Apenas limpo o desejo
Desse beijo desejado.

Meus versos são sentimentos
Que me estão no coração
São da poesia alimentos
Como a vida quer ao pão.

Deu-me alimento teu beijo
Ao viver deu-me estima
Que sejas um dia meu desejo
Por este amor de menina.


Autor: Armando Sousa