Quero viver, quero sorrir
Só viverei depois de me deitar
Viverei no dormir de meu sonhar
Deixo-me desaparecer do meu viver

Dentro, vem o anjo do pensamento
Sinto que me agarra abraçando-me
Emprestando-me uma asa

Vamos os dois voar seguindo astros afora
Beijando, aterrando em praia deserta
De areia quente, da que torna o amor ardente
Meu anjo se despe, chega me acarinha

Vai nadar

Apenas coberto pela espuma do mar
... e meu olhar

Me dá vida, sai do mar

Corre e vem fazer amor

Mas já não é anjo, é mulher, linda uma flor
Assim nos enlaçamos em encaixe perfeito
Seguindo o ritmo da suavidade do prazer

Sonho que eu sonho, mas queria perpetuar
Este momento ser eterno o de abraçar

Viver de asa emprestada
Este prazer de felicidade
Nunca entre nós acabar

Voando nos astros
Ou na leveza da espuma do mar
Pela eternidade... um abraçar.


Por: Armando C. Sousa
Texto na Voz de: Alzira Macedo