Pela ausência de teus carinhos... pela distância de teu corpo... pela frigidez de tua alma... por ignorar de meus sentimentos... não sentirás mais os doces beijos... o calor de meu corpo nu... a beleza de um membro enrijecendo... louco de amor...

Nem sentirás o penetrar ansioso a languidez dos desejos... a boca tocando teus seios pequenos... o palpitar do coração... as pernas cruzando num esforço de mais possuir... e o trêmulo e enlouquecido prazer de amar... em teu ansioso ventre... o desejo incontido... de sentir o prazer...

Derramado e docemente ansioso... a satisfação perfeita... se completa em compassados movimentos... enquanto uma canção sonora... num quarto a média luz... luzes avermelhada ou multicores... sombreando nossos sentimentos... enaltecendo a vida ... esquecendo os dissabores...

A lua cheia no céu brilhante... o cintilar das estrelas... o escândalo do amor de um casal de gatos no telhado... tudo em sintonia com as nossas vidas... no cantinho da cama agora abraçados... e acariciando seus cabelos... te vejo fechando os olhos e dormindo o teu sorriso de prazer... evivendo os momentos vividos... acalentando o desejo... que seja eterno este sonho vivido...

E que esta musica tocando... nunca termine... o calor de nossos corpos aquecendo a alma... a sonolência tranqüila chegando... as caricias... solenes e aconchegantes... a loucura de viver... o afastamento nebuloso de uma separação... a certeza viva de possuir a unidade de dois corpos... o perfume ambiente... não não é sonho... estamos vivendo e é real... caminhamos tanto para aqui estar...

Abraça-me... beija-me... não largarei tua mão... deixe rolar de tua boca palavras inesquecíveis... antes nunca sequer pensadas... agora murmurando... ao meu ouvido... peça... pode pedir... sou inteiramente teu... deixa-me mais uma vês entrar... nos átrios plenos de teu ser... debruçando tranqüilo no desvelo de teu querer... desprendidos nós dois... sozinhos neste imenso...

'Universo de Amor'

Autor: Sincero... o Único